PIX: Saiba como evitar golpes

O PIX chegou para facilitar ainda mais a nossa vida! Sendo um novo meio de pagamento criado pelo Banco Central, ele se junta ao lado das transações de DOC e TED e cartões para pessoas fazerem ações de pagamentos, recebimentos e transferências corriqueiras.

A vantagem do PIX é a sua praticidade, em aproximadamente 15 segundos, essas transações são realizadas com sucesso, mas cuidado, é importante se atentar para alguns pontos:

Preste atenção na conferência dos dados, muitas vezes, na pressa, a pessoa pode errar um simples dígito e se complicar, uma vez que não é possível desfazer uma transferência, sendo assim, preste bem atenção ao digitar uma chave, confira atentamente o nome completo da pessoas.

Fique atento às taxas de transferências do sistema! O usuário pode realizar até 30 transações por mês isentas de cobrança de tarifas, caso você esteja dentro dessas regras e seja cobrado indevidamente, você poderá contestar o ocorrido.

Muito cuidado! Como os pagamentos estão associados às contas bancárias, o PIX não necessita de cartão de crédito para realizar uma transferência, caso isso aconteça, é um potencial indicador de fraude.

Que tal compartilhar este artigo com os amigos que usam o PIX? Prevenir nunca é demais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *